Como Funciona

 

Aromaterapia intro

A Aromaterapia utiliza sobretudo essências de plantas e árvores para potenciar os efeitos benéficos da massagem, tanto a um nível psicológico, como mental, físico e, consequentemente, espiritual. Pode também ser utilizada em conjunto com outras terapias naturais.

A Aromaterapia tem raízes nas mais antigas práticas de cura que se tem conhecimento, pois mesmo antes da sua descoberta, a prática de destilação de plantas aromáticas e medicinais para a obtenção de óleos essenciais, foram eficazmente utilizadas durante milhares de anos.

A massagem da aromaterapia reforça o sistema imunitário e tem um efeito restabelecedor. As dores de costas, a ciática, as dores de cabeça, a enxaqueca, a nevralgia e a depressão poderão ser tratadas com sucesso se os óleos essenciais correctos forem utilizados.

A Aromaterapia é especialmente boa no tratamento preventivo, ao lidar com os efeitos do stress, reconhecidos como estando relacionados com muitos casos de doenças e males.

As essências de óleo têm propriedades anti-sépticas, fungicidas e anti-inflamatórias que podem ajudar o sistema imunitário a resistir e a combater infecções e a tratar todos os tipos de problemas de pele, como o acne, os furúnculos, os abcessos, as erupções cutâneas (incluindo herpes), estrias, cicatrizes, equimoses e inflamações.

Os óleos também podem aliviar queimaduras, desinfectar e ajudar a curar cortes, pele gretada, e a tratar infecções provocadas por fungos, como pé de atleta, caspa, tinha e piolhos.

Podem ser aplicados directamente na pele diluídos num óleo carregador (p. ex.: óleo de jojoba, de amêndoas doces, de gérmen de trigo ou de grainha de uva) ou comprados puros e diluídos em queimadores ou difusores.

Os óleos essenciais podem também ser aplicados em compressas quentes ou frias; podem ainda ser usados no banho, não só pelos seus valores terapêuticos, mas também, pelos seus agradáveis aromas.

Estas páginas sobre Aromaterapia têm por objectivo dar-lhe a conhecer este mundo natural, colorido e perfumado…

Deixe uma resposta