Óleo Essencial de Lavanda

 

Lavanda

Método de extração: Destilado a vapor
Cor:
 Claro com um toque de amarelo
Consistência:
 fino
Nota do Aroma: 
Topo e meio
Nota de saída: 
Médio
Perfume:
 Fresco, doce, floral, herbáceo, ligeiramente frutuoso.
Principais constituintes: 
Linalyl Acetate, Linalol, Terpinenol, Cineole, Beta-Caryophyllene, Farnascene.
Pele
: Propriedades rejuvenescedoras e revigoradoras. Promove o crescimento das células e equilibra a produção das glândulas sebáceas. Ajuda a combater o acne, pé de atleta, caspa, eczema e psoríase. Muito útil em acbessos, furúnculos, pústulas, fungos, inchaços, cicatrizes e estrias. Sendo um tónico capilar, ajuda a combater a calvície.
Mente e emoções: Insónias (coloque 1 gota na sua almofada). Ansiedade. Útil para quem apresenta mudanças bruscas de humor e instabilidade emocional. Tem a capacidade de equilibrar o sistema nervoso central podendo ser benéfico para maníaco depressivos. Alivia a tensão pré-mestrual.
Uso físico em geral: Leva benefícios aos problemas do sistema respiratório, aliviando os brônquios, a febre dos fenos, o catarro, a gripe e a asma. Alivia as dores musculares, assim como, as dores de cabeça. Estimula a produção da bílis e ajuda na digestão de gorduras. Consegue baixar a pressão arterial e impedir as palpitações.
Uso espiritual : Elimina as energias negativas dos ambientes. No Norte da Europa, a Lavanda era uma das ervas consagradas a Hécate, Deusa do Além, capaz de afastar o mau olhado. Dizem os místicos que tranquiliza os relacionamentos e ajuda não só a regenerar partes do corpo físico, como também, do suprafísico. OBS.: Esta planta é híbrida; foi originada pelo cruzamento da Lavandula Officinalis e da Lavandula Latifolia Villars; esta união resulta num óleo mais consistente e herbáceo do que o Lavanda comum, também, mais resistente no cambate às doenças.
Cuidados: Quem sofre de tensão baixa, pode ficar num estado de sonolência acentuado. Evitar usar nos primeiros meses de gravidez.

Deixe uma resposta