Referências do Olfato

 

Olfato

O ACTH é o hormônio responsável pelo stress do corpo. Se o ambiente estiver perfumado com um óleo essencial que diminua o nível de ACTH na corrente sanguínea, conseqüentemente começa um processo de relaxamento, proporcionando bem-estar.

O simples o ato de aromatizar o quarto com Lavanda pode ajudar a pessoa a dormir melhor. E isso não acontece porque essa pessoa é influenciável. Neste caso, o óleo essencial de Lavanda é um neurossedativo que provoca alterações bioquímicas no corpo. Os cheiros de baunilha e lavanda são eficientes contra insônia e o cheiro de maçã verde, contra enxaqueca.

E cada vez mais, pesquisas estão sendo realizadas para demonstrar como as pessoas se comportam em relação aos aromas. Experiências realizadas para comparar o efeito da ambientação olfativa com a musical têm apontado para os seguintes números: enquanto a música pode incrementar em 4% as vendas, as fragrâncias podem aumentar em 18%.

Outra constatação é sobre o cheiro de pão quente disperso em uma padaria: nesse momento, as vendas triplicam. Uma tática realizada nos cinemas e teatros é borrifar um aroma de pipoca para estimular os espectadores à compra – quem resiste? E se o cheiro de bolo de chocolate é lançado no ar?, as pessoas começam a salivar e acabam entrando na confeitaria. Deu até água na boca!

Deixe uma resposta